Bolsa de Valores de Londres troca plataforma Windows por Linux

Novo sistema promete velocidade maior e menor custo. Decisão foi tomada após falha de servidor em 2008 que deixou o sistema fora do ar por sete horas.

A bolsa de valores de Londres, London Stock Exchange (LSE), anunciou que pretende migrar seus programas de administração, do TradElect, baseado em linguagem .NET e no sistema operacional Windows Server 2003, da Microsoft, para o MilleniumIT, baseado na plataforma Linux de código aberto. O novo software já foi adquirido e a transição deve começar em outubro.

A troca de sistemas foi decidida após uma grande falha nos servidores ocorrida em setembro de 2008. Esse problema causou a suspensão das negociações por cerca de sete horas. O principal executivo da empresa, o Chief Executive Officer (CEO), Xavier Rolet decidiu substituir a plataforma após o incidente.

No setor de negócios, problemas nos computadores de operações são críticos: uma falha de uma hora pode causar um prejuízo de bilhões de dólares. Os servidores não podem sofrer nenhuma lentidão e nunca devem sair do ar.

A nova plataforma está baseada primordialmente em Linux, mas inclui o sistema operacional Solaris – da Oracle/Sun Microsystems -, banco de dados Oracle e equipamentos de rede da Cisco.

A bolsa inglesa espera que o tempo necessário para realizar cada transação caia de 2,7 milisegundos (velocidade máxima atingida no TradElect) para 0,4 milisegundos (velocidade prometida pelo MilleniumIT).

Além da melhoria na velocidade, outro fator que influenciou a escolha foi o preço do novo software. Para o diretor de informação e tecnologia do LSE, David Lester, ao comparar o valor anual de 65 milhões de dólares do TradElect, o MilleniumIT foi um ótimo negócio por 30 milhões de dólares anuais.

A transição completa do TradElect para o MilleniumIT pode levar até 18 meses.

Fonte: ComputerWorld

Post Author: Angelo M. Rodrigues

Desenvolvedor, Músico (nas horas vagas) e entusiasta de tecnologia. Trabalha com Tecnologias Web desde 1998, passando por diversos tipos de projetos nas áreas de distribuição, fabricação, financeira, comércio eletrônico, ERPs, entre outros.

Deixe uma resposta