TRT da Paraíba adere a software livre e economiza R$ 700 mil

É bom saber que as Instituições Públicas Brasileiras estão investindo em implantação de Softwares Livres. Assim reduzem muito os gastos de Tecnologia e os mesmos poderão ser aplicados em outras áreas. (Quem dera isso acontecesse….)

O Tribunal Regional do Trabalho optou pela utilização de software livre (e gratuito) e não vai renovar as licenças do pacote Microsoft Office (Word, Excel e Power Point). Com a opção pela ferramenta BrOffice (Writer, Calc e Impress), a Justiça do Trabalho vai economizar cerca de R$ 700 mil. A grande maioria dos servidores recebeu treinamento para a nova ferramenta já é exclusiva desde o último dia 1º.

A decisão está em no Ato TRT/GP nº 147/2009, que considerou a determinação contida no Ato Conjunto do Conselho Superior da Justiça do Trabalho e Tribunal Superior do Trabalho (CSJT.TST.GP.SE nº 10/2008), que estabelece diretriz sobre a política de adoção e migração para o uso de programas com código aberto (software livre) na Justiça do Trabalho.

Software livre é qualquer programa de computador que pode ser usado, copiado, modificado e redistribuído. Segundo Max Frederico Guedes Pereira, diretor da Secretaria de Tecnologia de Informação do TRT, as vantagens da utilização do software livre é o custo, a liberdade de distribuição e a possibilidade de atualização. “A utilização de Softwares Livres é , no momento, uma tendência mundial, tanto no setor público quanto privado”, disse.

Fonte 1 (Interessante pelos comentários): http://br-linux.org/2009/trt-da-paraiba-adere-a-software-livre-e-economiza-r-700-mil-em-renovacao-de-licencas/
Fonte Original: http://www.trt13.jus.br/engine/interna.php?tit=Not%EDcias&pag=exibeNoticia&codNot=1546

Post Author: Angelo M. Rodrigues

Desenvolvedor, Músico (nas horas vagas) e entusiasta de tecnologia. Trabalha com Tecnologias Web desde 1998, passando por diversos tipos de projetos nas áreas de distribuição, fabricação, financeira, comércio eletrônico, ERPs, entre outros.

Deixe uma resposta