CPM Braxis clama por profissionais de TI no Brasil

A cada mês, abrem 340 vagas, mas somente 280 são preenchidas. Java, .Net, ERP e até Cobol são prioridades para a empresa de serviços de TI brasileira. Saiba como se preparar.

A maior dificuldade da CPM Braxis, uma das principais empresas brasileiras de serviços de TI, não é lidar com a crise financeira, conseguir novos clientes ou conviver com a altíssima carga tributária do Brasil. Todos os meses a companhia, que possui 5,4 mil funcionários, quebra a cabeça com o déficit em relação às vagas que ela oferece em diferentes áreas de TI e os profissionais que aparecem para preenchê-las.

E não são poucas. De acordo com Alexandre Ullmann, gerente de recrutamento da CPM Braxis, todos os meses a companhia abre 340 vagas, mas consegue preencher apenas 280 postos. O déficit atual chega a 304 cargos que estão “sobrando”, de acordo com uma planilha conseguida com exclusividade pelo INFO Professional. As demandas maiores estão em profissionais de Java, .Net, Share Point, analista de suporte e ERP (Oracle e SAP). “A falta de profissionais acaba alterando a política salarial dos cargos. Tivemos de rever as remunerações por causa da demanda do mercado”, diz Ullmann.

Algumas dessas demandas são modismos, na visão do gerente: tecnologias que aparecem com grande apelo para os negócios, mas duram seis meses na prioridade das empresas. No entanto, há aquelas profissões que sofrem com a carência de pessoal, como os de ERP e Java. Só nesse mês, aliás, foram abertas 55 vagas para Java.

Segundo Ullmann, falta alinhamento das universidades com o que o mercado pede na prática. “A faculdade não ensina mais o Cobol, linguagem usada em mainframes e que ainda é demanda forte em bancos e empresas de telecomunicações. O Cobol não tem glamour para a carreira acadêmica e hoje muito profissionais especializados nessa linguagem têm mais de 50 anos”, diz Ullmann.

Fonte e Restante do Texto: http://info.abril.com.br/professional/carreira/cpm-braxis-clama-por-profissio.shtml

Post Author: Angelo M. Rodrigues

Desenvolvedor, Músico (nas horas vagas) e entusiasta de tecnologia. Trabalha com Tecnologias Web desde 1998, passando por diversos tipos de projetos nas áreas de distribuição, fabricação, financeira, comércio eletrônico, ERPs, entre outros.

Deixe uma resposta